Como estudos e pesquisas potencializam futuras ações eficientes

A neurociência está indo além do que estudar a mente humana para fins relacionados a saúde. Buscando desvendar a mente humana, a ciência que estuda o cérebro, seus impulsos e anatomia, está sendo usada também para prever e compreender o comportamento de consumidores. Buscando melhorar o atendimento, vendas e serviços, empresas estão investindo em pesquisas que buscam decifrar os potenciais clientes baseando-se nas reações cerebrais.

Uma dessas pesquisas se baseia nos exames de eletroencefalograma (EEG), utilizada para alavancar estratégias de vendas de grandes empresas como Unilever, Danone, Nestlé e Ambev. Esse exame consiste em verificar a atividade funcional elétrica do cérebro com a utilização de eletrodos fixados em pontos específicos na cabeça. O individuo então é exposto a ações e assim são analisadas suas reações.

Outra técnica utilizada é a medição do movimento dos olhos, conhecida no meio científico como Eye Tracking. Essa técnica é ideal para rastrear o movimento que os olhos fazem diante de ações de marketing e embalagens de produtos, entre outros. É analisado também o tempo que a visão se posiciona em lugares e assim o teste pode mensurar a intenção do consumidor diante cores, letras, embalagens e produções comerciais.

No Brasil, tem crescido o número de laboratórios específicos de neurociência voltada ao consumo, buscando levar uma gama de pesquisas avançadas para empresas de grande e até pequeno porte. Isso é o desdobramento do aumento de empresas no setor do varejo, não importa o tamanho.

Tecnologia Android para Varejo

Uma ação eficiente para o mercado do varejo consiste em usar displays próprios para o uso comercial e assim apresentar produtos, informações e marcas no ponto de venda. De eficiência comprovada, pois o meio digital já é hoje grande utilitário na sociedade, as ferramentas desse tipo caíram no gosto do consumidor.

Por ter sistema operacional e ser touch as possibilidades de aplicação são infinitas no Android Display. Aplicativos interativos da marca, Advergames, interação com redes sociais, possibilidade de gerenciamento e atualização de conteúdos via web, são uma das várias formas de utilizar a ferramenta. Grandes redes podem atualizar os displays espalhados em todo território nacional por meio da internet.

A ciência e a tecnologia estão aliadas para contribuir ao mercado do varejo e alavancar negócios. Quem não segue essa evolução, vai ficando pra trás.

Para mais informações entre nesse link.

Com informações: Tivi, Estadão, O Negócio do Varejo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.