O uso de tecnologias é cada vez mais necessário 

No cotidiano eles estão lá, smartphones, tablets, laptops e telas touch screen em bancos, farmácias, restaurantes, etc. Antes de chegarem, as tecnologias digitais era um tanto assustadoras para empresários e donos de PDVs por medo que seus clientes não conseguissem manusear as ferramentas. Mas essa preocupação ficou para trás. Hoje em dia, uma rede de lojas que não possui um meio digital e interativo para o cliente poder buscar informações, está ficando ultrapassada.

A realidade é outra: os empresários que atuam no segmento varejista precisam ficar espertos sobre o uso de tecnologias interativas nos pontos de venda. Parece besteira, mas como a maior conversão de vendas ocorre dentro de estabelecimentos, é o marketing dentro do local que será determinante na hora de impulsionar novas compras. Além disso, esses meios são melhoram outras questões como fidelização da marca, praticidade, informação e experiência.

Ações do tipo podem contribuir para alavancar as vendas do setor, que andam abaixo por causa da crise. Segundo a estimativa de analistas da Fundação Getulio Vargas (FGV) a renda do brasileiro diminuirá de 5% a 6% este ano. Então para isso é bom ter um plano B.

Fazer com o que os produtos dentro do setor se sobressaíam é crucial para fazer a marca aparecer e agregar as formas de otimização da experiência de compra. É necessário que ela atraia o consumidor que não está indo buscá-lo, mas pode conhecer e perceber que precisa dos produtos anunciados.

Algumas tecnologias disponíveis para varejo:

Veja mais sobre essas e outras inovações tecnológicas aqui: www.tivisolucoesinterativas.com.br

Com informações: O Negócio do varejo, Exame, TIVI Soluções Interativas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.