Dicas para não deixar o desânimo tomar conta no varejo

Que as coisas não vão bem no cenário econômico brasileiro, estamos cansados de saber. O varejo também afundou na crise e com ela viu empresas de grande renome simplesmente fecharem as portas. É hora de agir e não se entregar ao pessimismo generalizado. Existem formas de, não somente, parar com as fortes quedas nas vendas como até preparar terreno para um crescimento.

Marcelo Nakagawa, especialista em empreendedorismo, em um artigo para o site Varejista, analisa que muitos empreendedores demoram para perceber que seu produto ou serviço não está competitivo. Acham que a crise é passageira e por isso não dão tanta importância.

Para o especialista, as vendas devem ser como um termômetro que todo dia precisa ser verificado. E se as vendas caíram, é preciso mensurar os dados e buscar entender o problemas.

Na crise, é comum que as pessoas pensem mais antes de adquirirem um produto. Buscam um motivo real para comprarem, se baseiam na experiência da loja para apresentarem o produto e, até mesmo, só compram se o produto for resolver problemas cotidianos ou sentimentais sérios.

E nada como o marketing para apresentar de forma eficiente certos produtos que estão estacionados. É hora de mudar abordagens, rever tudo o que tem sido feito e apresentar o produto como se ele fosse essencial, como se ele resolvesse dores dos clientes.

Uma boa dica do especialista é: “descobrir como o seu produto pode resolver não só dores funcionais e operacionais do cliente, mas também dores mais emocionais e sociais (simbólicas), sendo preciso repensar e reinventar a experiência de consumo.”

São inúmeras empresas de grande porte que conseguiram, em momentos de crise, darem sua guinada triunfal para o sucesso. Porém, é preciso olhar para dentro do PDV e buscar enxergar aos olhos do cliente, sentir sua experiência real.

Suporte digital para valorizar o PDV

A TIVI, empresa especializada em marketing digital, oferece uma plataforma que é muito eficaz para conquistar clientes, ampliar as taxas de conversão e ainda economizar dinheiro. Trata-se do Shelf Display.

Essa inovação é totalmente pronta e fácil de aplicar em qualquer gôndola. Reproduz um vídeo principal em looping e mais quatro vídeos através dos botões. Pode trabalhar em modo Stand-by, com a tela apagada e os botões piscando, e ascender a tela quando algum botão for clicado. Pode trabalhar com bateria e ter autonomia de uso de até três meses. Confira mais informações aqui.

Com informações: Varejista, TIVI, Exame.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.