Algumas das tendências já estão sendo postas em prática! Saiba quais!

O marketing nos dias de hoje não é só importante para o sucesso de uma marca ou empresa, como também já faz parte da sociedade para outras questões, desde políticas até filantrópicas. Nos últimos 15 anos, a evolução das plataformas de comunicação e da tecnologia eletro portáteis, além de um aprofundamento em relação as pesquisas sobre mercado consumidor, impulsionou o marketing digital dentro e fora do varejo. Mas o que resta para o futuro?

Foi isso que o editor da revista norte-americana INC, John Brandon, pesquisou e juntou alguns palpites. Veja:

Será Possível Rastrear A Identidade Analógica Dos Consumidores

O marketing segmentado vai se mover da área digital para a analógica. A aposta de Brandon é de que o marketing vai descobrir como combinar estas duas unidades de uma maneira mais rápida que outras áreas do conhecimento. Algo como um dispositivo que capture uma conversa entre amigos em uma cafeteria e faça ações dentro do local sobre o assunto entre eles.

Será Possível Prever As Preferências Dos Consumidores

O livro lançado esse ano, The Power of Habit: Why We Do What We Do in Life and Business, explica como o marketing segmentado pode acompanhar hábitos de consumo dos compradores e entregar publicidade a partir disso. É mais ou menos o caso de uma grávida que a partir do que ela busca na internet, começam a aparecer diversos anúncios relacionados ao tema para ela. Isso será ainda mais utilizado em 2025. Vendedores ficarem sabendo sobre suas preferências e informações sobre sua vida pessoal, poderá ser ainda mais eficaz e presente em futuras compras.

Será Possível Customizar O Produto Pelo “DNA Do Cliente”

Brandon usa como referência o livro Incognito: The Secret Lives of the Brain, de David Eagleman, também lançado neste ano. Nele, o autor explica um detalhe interessante. Algumas mulheres são capazes de perceber algumas cores de forma diferente, e é provavelmente por isso que elas são melhores em decorar um quarto ou escolher uma pintura.

Em 2025, Brandon pensa que os marketeiros vão descobrir como se aproveitar disso. A ideia é que o marketing possa compreender porque uma personalidade introvertida freqüentemente possa ouvir música techno. Dessa forma, os comerciais serão completamente diferentes do que como os dos dias de hoje. Eles poderão ser altamente programados apenas para a forma como seu cérebro funciona e como você percebe as coisas.

O Marketing Irá Atingir Demandas Ainda Mais Profundas

Os sites de leilões em centavos como o QuiBids.com fascinaram Brandon. Sites de apostas já tocam em um profundo desejo, mas sites de leilões de centavo conseguem ir ainda mais fundo: eles usam dinheiro falso (1 centavo, na verdade, equivale a cerca de 60 centavos) para te dar a chance de conseguir um iPad, por exemplo, e atraem as pessoas com a sugestão de um bom negócio. Ele acredita que, em 2025, os sites de leilões de centavos irão inspirar os comerciantes para encontrar novas formas de atrair clientes potenciais. Eles atingem as pessoas rapidamente, usando anúncios que tocam em emoções que a gente ainda mal reconhece.

Tecnologia vai inspirar novas experiências no varejo

Se os mundos digitais e analógicos estão cada vez mais unidos, não será um espanto se a experiência dos consumidores ser otimizada para diversos outros níveis. Não serão apenas telas interativas e imagens prontas para serem compartilhadas e editadas. O mundo do varejo será expandido para outras realidades como odores, sensações, entre outras.

A tecnologia de displays, por exemplo, já é um avanço que oferece dinamismo para quem entra em uma grande rede. Esse tipo de inovação já é eficaz para empresários que entendem a importância imediata do marketing digital dentro do varejo. O mercado consumidor está pronto não somente para 2025, mas também deseja um melhor atendimento no presente!

Com informações: PEGN, Next Ecommerce, Exame

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.